Arquivo da tag: dicas de viagem

Braços abertos sobre a Guanabara – II

Urca - Rio de Janeiro - Flavia Penido

Bom tá na hora de complementar o post onde falei do meu feriado super estendido que passei no Rio de Janeiro, né? Daqui a pouco vou  pra lá de novo e haja post  atrasado, hehehe.

Confesso que a parte boa de não ter feito um sol inclemente no feriado ajudou a conhecer um pouco mais da cidade; por outro lado, depois de dois dias de tempo  meio brocolhão, o sol delicioso que fez na 2ª feira quase me fez desistir de ir a um dos programas que mais tinha vontade de fazer no Rio de Janeiro: o Samba do Trabalhador, que rola toda tarde de 2a feira no Clube Renascença, no Andaraí (aquele bairro onde Dondon jogava, lembram?).  Pra quem não sabe, o  nome  vem do fato de a 2a feira ser o dia de folga dos músicos, que pra se divertir, fazem o quê? Isso mesmo, adivinharam: tocam música :lol:

Como é dificílimo estar no Rio numa segunda-feira, arrumei  forças para sair do sol e foi pro Andaraí – que, ao contrário do que imaginava, não era tão longe da Zona Sul assim; de taxi de Ipanema deu a mesma coisa que ir de Ipanema à Lapa: $ 25 pila.

Clube Renascença - Rio de Janeiro - Samba do Trabalhador

Ainda bem que eu fui. Já me diverti na entrada, porque no ingresso (R$ 2,00 se não me engano, ou algo próximo disso) está escrito “damas”. Ah! o romantismo e a elegância do samba… O lugar é bacana, um clube com uma quadra pequena, mas com área aberta enorme, com uma caramboleira no meio, mesas espalhadas ao ar livre, bem arejado..

Clube Renascença - Samba do Trabalhador - Rio de Janeiro

Quem comanda a mesa é o Moacyr Luz, que é bárbaro. Olha ele aí embaixo de camisa vermelha, conversando com um médico muitíssimo conhecido, que estava a passeio no Rio de Janeiro naquele feriado:

DSC01102

E aqui uma palhinha do samba de mesa:

Samba do Trabalhador – Clube Renascença from Lady Rasta on Vimeo.

Cheguei lá 3 e meia da tarde e só saí perto das 9 porque  tinha outros compromissos já agendados. Fala a verdade, tem como ir embora de um lugar onde um velhinho desses começa a se exibir do nada? Não tem né?

Samba do Trabalhador – Clube Renascença from Lady Rasta on Vimeo.

Fui dormir feliz, com a alma lavada sabem? Mal posso esperar pra ir de novo – dizem que o pessoal mara trabalho pra ir lá, ou então saem correndo pra chegar a tempo de ver o finzinho… Se eu morasse no Rio faria o mesmo, juro!!

Na 3a feira, tentei fazer um programa que estava pendente na minha to do list do Rio de Janeiro: ver o por do Sol no Forte de Copacabana (tem uma Confeitaria Colombo meio caída lá, mas vale pelo visual, segundo me informaram) – mas o Forte estava fechado da silva, e mais uma vez esse por do sol ficou pra próxima.

Aproveitei pra mostrar pra uma amiga paulista que estava comigo a filial carioca de um lugar de Petropólis que tem uma das melhores torta mil folhas que já comi (fresquíssima, montada na hora): a da Pavelka. É um lugar pequenininho, escondidinho no Leblon, onde vc come salsichas bárbaras (com mostardas de fabricação caseira igualmente divinas), toma um chopp muito bom, ou então toma capuccino e come docinhos incríveis. Vale anotar pra ter na manga sabe?

Bracarense - Rio de de Janeiro

Deu tempo pra mais um chopp no Bracarense (é, eu sei, tem gente que acha caído, e agora há a dissidência do Chico e Alaíde, mas continuo gostando de lá, sabiam?), descansar, e a noite fui conhecer um restaurante de tapas espanholas que estava na minha to do list desde maio: o !Venga!

Foto afanada do blog da Constance Escobar

Foto afanada do blog da Constance Escobar

O lugar é mínimo, super pequeno e apertado, mas eu AMEI. Comi um polvo que dava pra cortar com o garfo de tão macio (e quem gosta de polvo sabe como isso é difícil); lulas divinas, cogumelos idem, sangria descendo de forma deliciosa (já falei o quanto gosto de sangria? Pois é, adoro). E a sobremesa também estava ótima: churros fininhos, com chocolate (dica da Constance, of course – e quem sou eu pra discutir com ela né?)

Infelizmente, como tudo o que é bom acaba, no dia seguinte voltei. Mas não vejo a hora de voltar pra conferir o que está pendente na minha to do list…

****

DICAS DO QUE NÃO FIZ MAS SEI QUE É OTIMO (ACREDITE EM MIM)

- Rodas de Choro em Laranjeiras: há duas: uma na feira da Praça General Glicério e outra  na Praça São Salvador (mais informações aqui). Na minha próxima ida ao Rio, esse programa não escapa!!

- Democráticos: mais antiga sociedade carnavalesca do Rio, ultimamente tem apresentado shows ótimos às 5a, 6as e sábados. Ligue antes pra confirmar horários e programação.

- Teresa Cristina no Carioca da Gema - adoro Teresa Cristina, que começou apadrinhada por Paulinho da Viola e tem lançado CDs muito bons, com interpretações que adoro. Pra quem gosta de música brasileira de qualidade, é uma senhora pedida – e de quebra você ainda conhece a Lapa. Atualmente ela canta toda 6a feira no Carioca da Gema, bar situado na Lapa.

- Trapiche Gamboa: além de samba de raiz (ao que me consta) muito bom, em algum dia da semana rola uma roda de chor famosa, tenho muita vontade de conhecer.

- alugar uma bike : Deve ser uma delícia né? O Rio combina com bicicleta.

- Bar do Adão : confesso que a Lívia me deixou com água na boca sabiam? E confio no taco dela; se ela diz que os pasteis valem a pena, é porque valem!

-LUGARES QUE JÁ FUI E RECOMENDO:

- Garcia e Rodrigues: os cariocas vão ficar bravos, mas não gosto do restaurante de lá; no entanto, adoro os pães, os docinhos, os pratos salgados…uma delícia.

- Casa Rosa:  lugar peculiar, pois foi um antigo puteiro do Rio de Janeiro que inclusive virou filme. Transformou-se numa espécie de espaço cultural e  tem vários ambientes, cada um tocando um tipo de música brasileira, com shows em um deles. Lugar simples, desencanado, mas adorei.

- Jardim Botânico: lugar lindo, tranquilo, daqueles que você tem dificuldade em associar com o Rio de Janeiro tradicional – tem recantos belíssimos, e um café muito bonito e gostoso também.

MAIS DICAS PROFISSA DO RIO

Outras dicas bacanérrimas sobre o Rio de Janeiro vocês encontram:

- no @Riqfreire, em vários posts, com esse aqui especial de restôs;

- na Constance Escobar na seção Rio na Mesa

- Bruno Agostini no seu Direto do Rio de Janeiro;

- Blog sobre a Lapa, que hoje em dia tem zilhões de bares bacanas

- Veja Rio – tem que garimpar, mas sempre é uma boa fonte de informação

- Caderno d’ O Globo que sai toda 5a feira sobre a programação da semana

Ah! Já ia esquecendo:  eu já fui ao Pão de Açúcar e nunca fui ao Corcovado; este último demora muito, e eu prefiro ver outras coisas no pouco tempo que tenho no Rio. Mas o que é de gosto regala a vida, já diziam os antigos, então, se vocês têm vontade, be my guest!

E quem tiver dicas bacanas, favor jogar na roda já!!! :-)

****

Share